Estrutura

A Associação dos Agentes da Lei Contra a Proibição (LEAP BRASIL), constituída na forma de associação para fins não econômicos, é formada por policiais, juízes, promotores, agentes penitenciários, guardas municipais, militares, bombeiros militares, enfim “agentes da lei”, que, por sua experiência na atuação nas forças policiais ou na justiça criminal, compreenderam os danos causados pela atual política de drogas e a necessidade de sua substituição por um sistema de legalização, regulação e controle da produção do comércio e do consumo de todas as drogas. Seus dirigentes, porta-vozes e membros devem necessariamente ter essa experiência como “agentes da lei”, podendo estar na ativa ou aposentados. A força e credibilidade da LEAP BRASIL estão na experiência de seus porta-vozes, como “agentes da lei”.

Todas as demais pessoas que concordem com nossos princípios e objetivos, mas não sejam “agentes da lei”, podem se filiar à nossa Associação, na qualidade de apoiadores.

A LEAP BRASIL age na conscientização sobre os danos causados pela proibição e a necessidade de legalização e consequente regulação e controle da produção, do comércio e do consumo de todas as drogas, fazendo isso através dos pronunciamentos de seus porta-vozes em palestras, entrevistas, textos, vídeos e outras formas de comunicação. Os porta-vozes são necessariamente policiais, juízes, promotores, agentes penitenciários, guardas municipais, enfim “agentes da lei”, que, por sua experiência na atuação nas forças policiais ou na justiça criminal, compreenderam os danos causados pela atual política de drogas e a necessidade de sua substituição por um sistema de legalização, regulação e controle. A força e credibilidade da LEAP BRASIL estão exatamente nessa experiência de seus porta-vozes.

Além disso, contamos com outros membros (“agentes da lei” que ainda não se tornaram porta-vozes) e apoiadores (todos os demais filiados que não são “agentes da lei”), cuja contribuição pode se dar na divulgação da LEAP BRASIL, seus princípios e objetivos, assim contribuindo para que mais pessoas compreendam a necessidade da legalização e consequente regulação e controle da produção, do comércio e do consumo de todas as drogas; na conquista de novos filiados, assim contribuindo para o crescimento da associação; na organização de eventos (reuniões, seminários, etc.) onde os porta-vozes da LEAP BRASIL possam falar; em contribuições financeiras (contribuições dos associados e apoiadores são voluntárias, em qualquer valor, mediante depósitos identificados, podendo ser mensais, anuais, ou na periodicidade que for conveniente para o associado ou apoiador).

As filiações tanto de membros (“agentes da lei”) quanto de apoiadores não necessariamente devem ser públicas, podendo ser feitas também em caráter confidencial.

A Associação dos Agentes da Lei Contra a Proibição (LEAP BRASIL), constituída na forma de associação para fins não econômicos, é formada por policiais, juízes, promotores, agentes penitenciários, guardas municipais, militares, bombeiros militares, enfim “agentes da lei”, que, por sua experiência na atuação nas forças policiais ou na justiça criminal, compreenderam os danos causados pela atual política de drogas e a necessidade de sua substituição por um sistema de legalização, regulação e controle da produção do comércio e do consumo de todas as drogas.

Seus dirigentes, porta-vozes e membros devem necessariamente ter essa experiência como “agentes da lei”, podendo estar na ativa ou aposentados. A força e credibilidade da LEAP BRASIL estão na experiência de seus porta-vozes, como “agentes da lei”. Todas as demais pessoas que concordem com nossos princípios e objetivos, mas não sejam “agentes da lei”, podem se filiar à nossa Associação, na qualidade de apoiadores.